Livro "Marketing a Preto e Branco"
4326
post-template-default,single,single-post,postid-4326,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,paspartu_enabled,overlapping_content,qode-theme-ver-13.8,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.7,vc_responsive
 

Livro “Marketing a Preto e Branco”

livro marketing a preto e branco

O livro “Marketing a Preto e Branco” pretende apresentar, de forma descomprometida e direta, alguns dos temas controversos, mas que em grande medida estruturam o pensamento e a atividade de marketing. Por serem temas controversos, suscitam debates fervorosos, aguçam o interesse e convidam à reflexão e tomada de posição.

O preto e o branco representam o contraste e os opostos, já que os temas não são isentos de polémica/discussão. Existem argumentos válidos dos dois lados. Mas o preto e o branco representam também a ideia de simplicidade e de pragmatismo.

marketing

Dez especialistas apresentam de forma simples e direta as suas opiniões sobre cinco temas.

Cada autor convidado assume o papel de “defender” uma perspectiva – o preto ou o branco – sobre um dos seguintes temas:

– Razão ou emoção? Cérebro ou coração?

– Existe um ADN do consumidor?

– Gritar ou falar ao ouvido?

– A (r)evolução das redes sociais?

– Jornalistas e Marketers: uma relação amor-ódio?

Baseado na simplicidade do preto e do branco, caberá pois ao leitor refletir e formar a sua própria opinião sobre cada um dos temas. Não é por isso mais um livro de receitas prontas a aplicar.

Este foi um projeto que tive a oportunidade de participar escrevendo a temática:

A (r)evolução das redes sociais?

O “boom” das redes sociais marcou uma forma diferente das marcas se relacionarem com os consumidores, mas um estudo divulgado pelo The Guardian revela que o Facebook está “morto e enterrado” para as novas gerações, que usam mais o Instagram, Twitter e WhatsApp.

Estarão as redes sociais, tal como as conhecemos, a atingir um ponto de viragem? Como serão as redes sociais no futuro?

Como se posicionarão as marcas perante um novo paradigma das redes sociais?